sexta-feira, outubro 21, 2016

Gente - bolo


Eu admiro os bolos.

Considero "seres" generosos por natureza.

São como remédios para alma.

Quando tudo está meio fora de lugar,

nada melhor que um bolo,

um amigo, um abraço

e um café, fortes, por favor.

O bolo compartilha a alegria e afaga a tristeza.

Dá colo.

É quente, tem cheiro de perfume de vó e faz cafuné na alma.

Ele comemora e partilha.

O bolo, definitivamente, é um cara generoso.

Te desejo bolos e amigos.

Quentes, por favor.

Cláudia Dornelles
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...