sexta-feira, outubro 17, 2014

Mulheres estão liberadas para comer hambúrguer, homens não


Cérebros masculinos e femininos reagem de maneira completamente diferente a refeições ricas em gordura. Essas diferenças foram observadas em um novo estudo do Instituto de Pesquisa em Diabetes e Obesidade Cedar-Sinai, em Los Angeles, publicado na revista “Cell Reports”, e levaram a maiores inflamações e ao aumento do risco de saúde em camundongos machos.

Nossos dados sugerem que é mais‘ok’ para mulheres comer gordura ocasionalmente do que para homens — diz a pesquisadora Deborah Clegg. — A maneira nutricional como tratamos os pacientes deveria ser alterada, desencorajando o consumo de hambúrguer para homens, especialmente para aqueles com doenças cardíacas pré-existentes ou diabetes tipo 2.

Dados anteriores já sugeriam que inflamações no cérebro estariam ligadas ao excesso de comida, desequilíbrios no nível de açúcar e aumento de inflamação em outras partes do corpo, incluindo tecidos gordurosos. Esses efeitos podem ser desencadeados, em machos em particular, por exposição a dietas ricas em gordura.

Durante a pesquisa os cientistas descobriram que, quando os cérebros de machos entravam em estado inflamatório depois de comer muita gordura, eles também sofriam de redução da função cardíaca — e as fêmeas não, o que pode ser respondido pela diferença de receptores de estrogênio.

Devemos começar a sugerir que o sexo seja levado em consideração nas dietas e que os homens devem ser mais monitorados para ingestão de gorduras — diz Clegg.

O GLOBO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...