terça-feira, setembro 16, 2014

Avós também precisam de limites


O papel das avós é muito importante em todas as famílias, mas tem que ser na medida certa, bem calibrado. Afinal, cada macaco no seu galho: as avós não devem tomar o lugar dos pais. Sei que muitos pais abusam... Ah, se sei! Delegam totalmente aos avós os cuidados com a criança. É importante dar limites a esses pais. Sei também de avós que tiram totalmente a autoridade dos pais e querem criar os seus netos como criaram os seus filhos.

Alto lá! Se há confusões de papéis, é bom começar tudo de novo. Mãe é mãe e avó é avó! Essa criança que nasceu é “filha da mãe” (e do pai).

As crianças precisam de famílias. As pessoas precisam das famílias. Os avós, quando não interferem demais na educação, são um excelente contrapeso para os pais, dando o equilíbrio necessário à vida afetiva e emocional da criança. Mas, ao cuidar dos netos, é útil seguir algumas dicas:

• Faça somente o que lhe é requisitado.

• Controle-se: conselhos demasiados só atrapalham.

• Você não é a dona da verdade, mesmo que quase sempre tenha razão.

• Lembre que seu filho (ou sua filha) não é mais criança.

• Não tire a criança do colo dos pais.

• Faça dos encontros com o seu neto os momentos mais felizes de suas vidas.

• Procure ter um tempinho a sós com cada um de seus netos.

• Não demonstre preferência por nenhum.

• Nunca desautorize os pais na frente do seu neto.

• Nunca desfaça a imagem que o seu neto tem dos pais. Isso chama-se “alienação parental” e é extremamente nociva ao desenvolvimento infantil.

• Tome conta da criança quando puder, mas saiba dizer não quando estiver cansada.

• Promova reuniões familiares em sua casa, porém não exija que todos compareçam. Os pais também precisam ter tempo e passear com os seus filhotes nos finais de semana. Vejo muitos casais com filhos se enfiarem por obrigação na casa dos avós. Essa rotina pode virar um tédio.

• Tenha sempre um docinho, algo especial para oferecer à criança quando ela for a sua casa.

• Não visite o seu neto sem avisar e nem se demore muito nas visitas.

• Não fique exigindo visitas. É sempre bom repetir!

• Só dê a sua opinião quando for solicitada. E, quando opinar, evite julgar!

Pronto! Ser avó é muito bom, mas é preciso seguir essas regrinhas básicas. A mais importante, que resume o sentido geral das outras: tenha em mente sempre que a criança é seu neto, não seu filho!

Dê limites a você mesma e aos pais de seu neto. SEM CULPA! “Para o bem de todos e a felicidade geral da nação.” Um sorriso largo e sincero.

Pais & Filhos
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...