terça-feira, dezembro 17, 2013

Azeites por trás dos rótulos


A mitologia grega diz que o azeite foi um presente dos deuses. Os deuses Poseidon e Palas Atena disputavam o nome da região que corresponde hoje à capital grega, Atenas. O deus dos mares ofereceu um cavalo guerreiro como presente para a cidade; a deusa da sabedoria e da guerra ofertou a oliveira, árvore com frutos capazes de produzir um óleo saboroso e nutritivo. Palas Atena foi a escolhida e seu presente é, até hoje, indispensável na mesa dos gregos. Não só na deles.

O Brasil está hoje entre os sete maiores importadores de azeite do mundo. Como não produz em escala industrial expressiva, os rótulos comercializados por aqui são estrangeiros. Só no ano passado, o Brasil comprou mais de 70 mil toneladas de azeite de fora. De acordo com dados mais recentes do Conselho Oleícola Internacional (COI), 88% das importações vieram de Portugal (57%) e países do Mediterrâneo, como Espanha (25%), Itália (6%) e Grécia (1%), onde o clima é mais propício ao cultivo das oliveiras. Nos últimos anos, rótulos produzidos na América do Sul, como argentinos (11%) e chilenos (1%), também ganharam espaço no mercado brasileiro.

Com cada vez mais opções nas prateleiras, fica difícil saber qual o azeite mais gostoso ou adequado para temperar este ou aquele prato, e até mesmo entender as especificidades do óleo, como as diferenças de acidez e de maturação das azeitonas. Diante de tantas dúvidas, muitos brasileiros acabam usando o mesmo azeite para tudo ou compram o rótulo da embalagem mais bonita. E não há nada de errado nisso. Mas ao conhecer melhor os tipos e propriedades dos azeites, é possível realçar ainda mais o sabor das receitas.

“O azeite ideal deve ter gosto e aroma de azeitonas frescas”, diz o especialista em azeites e autor do livro Azeite: história, produtores e receitas (Editora Senac), Luciano Percussi. Para ajudar você a encontrá-lo, ÉPOCA reúne abaixo os principais tipos de azeites, sugestões de combinação com diferentes pratos, dicas de compra e conservação, entre outras informações úteis sobre o universo dos azeites.

Bom apetite!



Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...