sexta-feira, novembro 08, 2013

Quando ficares velha...


Quando ficares velha, grisalha e sonolenta 
E te aqueceres à lareira, pega neste livro 
E lê-o devagar, sonha com o olhar meigo 
E com as sombras profundas outrora nos teus olhos; 

Quantos amaram os teus momentos de feliz encanto 
E a tua beleza com amor falso ou autêntico, 
Além daquele homem que amou em ti a alma peregrina 
E as tristezas que alteravam o teu rosto; 

E curvando-te mais sobre a lareira ao rubro 
Murmura, um pouco triste, como o 
Amor se foi 
E caminhou sobre as montanhas lá no alto 
E escondeu o rosto numa multidão de estrelas. 

 William Butler Yeats

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...