sábado, outubro 19, 2013

Verdade


Não escrevo mais, 
Não enquadro todas minhas ideias numa folha. 
Hoje são cicatrizes na pele. 
Carrego comigo todo o fardo acumulado, 
Repleto de todo o abstrato E me marco.

Sou meu próprio papel. 
Um pedaço amassado e sem linhas. 
De bordas definidas, mesmo desbotadas... 
Que não dorme, não sorri e nem chora. 
E permanece nesse estado, 
Até ser acompanhado pelas letras.

Deixei de ser presente nas minhas anotações 
Talvez pelo excesso de decepções. 
Pranto, desconforto, dor e saudade. 
Minha poesia está no meu interior, 
Se tornou maior valor... 
Se tornou verdade.

Sérgio Schiapim
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...