terça-feira, maio 29, 2012

Entenda os malefícios da "boquinha da madrugada"


A Síndrome da Fome Noturna é mais frequente entre as mulheres e está ligada à depressão


Você é daquelas pessoas que adora assaltar a geladeira durante a madrugada? Cuidado, a Síndrome da Fome Noturna é um problema sério, mas que pode ser tratado.

Esta síndrome atinge quase três milhões de brasileiros e é mais frequente entre as mulheres. Geralmente ela está associada à depressão, e nestes casos os psicólogos alertam, a comida funciona como uma forma de fuga.

A comida nestes casos serve para suprir uma carência ou uma autoestima em baixa.

Alimentos como a banana, o abacate, a abóbora, as nozes e castanhas, a aveia e o leite podem levar ao reequilíbrio por serem ricos em um tipo de aminoácido que ajuda a combater a Fome Noturna.

Mas atenção, estes alimentos não deve ser ingeridos na madrugada, quando o metabolismo está mais lento.

Entre os tratamentos para esta síndrome estão a terapia, o uso de medicamento que combatem a depressão e a compulsão, a reeducação alimentar e a atividade física. Geralmente quem têm fome noturna é sedentário e está acima do peso.

R7
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...