sexta-feira, junho 03, 2011

"Sou humana..."


Não tenho sido grosseira, mas tenho precisado tanto refletir sobre o meu novo ciclo que me tornei indisponível e intolerante para a dor do outro.

Estou ressecada por dentro, não tenho o que dar agora, e quem sempre teve de mim os melhores frutos, fica magoado por esta ausência.

Sou tão humana que as vezes preciso de silêncios intactos ou de muita abstinência. A única coisa que sei é que dias ensolarados virão.

Mas enquanto eu sentir dor no peito, terei muito respeito por esta dor no peito, sem apegos, só por pura consciência de que a vida é cíclica e de que senti-la é a única forma de entender a dor alheia .

E que eu tenho a ajuda de que preciso. Mas preciso sentir.

Então, enquanto eu não arrumar minha casa de dentro, não escreverei minha tristeza, minhas angústias: estas estão em mim, mas ainda não se organizaram em palavras.

Então apenas respeite meu processo. Preciso de palavras que se oferecem.

Marla de Queiroz



Mais botões...


Não rala mais

Olha no que se transformou o meu ralador! Digamos que sou um pouco desprovida de qualidades culinárias e ao invés de ralar a cenoura ralei o dedo. Assim, num ataque de fúria, me desfiz do ralador. Mas depois, pensando melhor, resolvi dar a famosa "segunda chance". Agora ele não rala mais, virou enfeite!


Calça jeans vira cesto

Sabe aquele velho jeans do qual só sobraram as pernas?
Pois olha como você pode reutilizá-los. Esses pequenos cestos ficam ótimos para organizar suas agulhas, linhas, revistas ou material de arte. Que tal colocar a máquina de costura para trabalhar?



Gavetas e Latas

Quando encontro ideias como essas é uma festa para os olhos. Já tinha pensado em usar gavetas como estantes?

COPY & PASTE

maria tereza cichelli

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...