quarta-feira, dezembro 22, 2010

"Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela."


A vida não pode ser escrita a lápis. Você não pode apagar um erro, e corrigi-lo. Mas pode recomeçar em outra linha

MEME



ESSA GUIRLANDA VOCÊ NUNCA VIU!

Aaaaaah! Gente! Fala a verdade, não vale blefar! Alguém já tinho visto uma coisa dessas, hein? Uma guirlanda feita com lã de tricotar?

ACHADOS DE DECORAÇÃO



Bolinho de chuva

Ingredientes

540 g de farinha de trigo;
80 g de fermento em pó;
2 ovos;
1 colher (sopa) de óleo;
½ xícara de leite;
1 pitada de sal;
6 colheres (sopa) de açúcar;
raspas de limão;
açúcar e canela para polvilhar,
óleo para fritar

Modo de fazer

1 Misture os ingredientes secos e, aos poucos, vá acrescentando o leite. A massa deve ficar com uma consistência quase líquida, boa para pingar.
2 Junte a colher de óleo e misture muito bem.
3 Frite os bolinhos em óleo quente, pingando a massa com ajuda de uma colher.
4 Escorra os bolinhos em papel-toalha e passe pelo açúcar com canela.

CASA E JARDIM



Para mim, esta imagem leva o título de "beleza do dia"

Clássicos reunidos:
Preto, branco e azul marinho;
almofadas
simetria

ACHADOS DE DECORAÇÃO



Os bichos e o verão

Mas, se existem seres que sofrem muito quando as temperaturas se elevam, são nossos amigos peludinhos. Imagine como é ficar sob uma camada de pelos, com um calor de rachar. Difícil, né? O bem-estar do animal é uma responsabilidade total do dono. Então, cuide do seu bichinho! Aqui, 8 dicas de cuidados simples, porém essenciais, para a saúde e tranquilidade dos pets no verão:

1. Muita água nessa hora
Se o líquido é fundamental para nós, humanos, com os pets não é diferente. Os bichinhos precisam hidratar o corpo. Então, deixe sempre uma vasilha com água fresca à disposição deles. Durante os passeios leve sempre uma garrafinha, para oferecer o líquido ao animal enquanto estiver fora de casa.

2. Horários mais leves
Caminhar, correr e fazer exercícios são atividades importantes para um cão saudável, mas a combinação de muito esforço e temperatura elevada pode não ter um bom resultado. Além de cansar mais ainda, o chão quente pode machucar as patinhas do bicho e os raios solares podem causar queimaduras nas áreas mais sensíveis. Então, melhor fazer isso nos horários em que o sol é mais ameno: no começo da manhã ou no final da tarde.

3. Protetor neles!
Por falar em queimaduras, seu melhor amigo também precisa de protetor solar. Proteja principalmente as áreas sensíveis, como o focinho e as pontas das orelhas. Capriche ainda mais se o animal tiver pelagem curta e/ou de cores claras. O ideal é aplicar produtos desenvolvidos especialmente para animais (eles podem ser encontrados em pet shops). Assim, você evita possíveis reações alérgicas.

4. Descanso fresco
Quando estiver em casa, assegure-se de que o animal tenha um local fresco para descansar. Se o cachorro fica no quintal, providencie um espaço com sombra para que ele possa relaxar ou tirar aquela soneca de uma maneira mais tranquila.

5. Pelos, para que tê-los?
Se a raça permitir, aproveite para tosar o animal nesta estação. Assim ele fica mais fresquinho durante os dias com temperaturas mais elevadas. Além disso, escove-o sempre.

6. Nem por um minuto
Nada de deixar o cachorro sozinho no carro, nem mesmo com o vidro um pouco aberto. A atitude, que não é legal nem em dias frescos, pode ter consequências muito piores no verão. Isso porque a temperatura do veículo sobe rapidamente, fazendo seu amigo de quatro patas praticamente morrer de calor lá dentro.

7. Evite as praias
Cachorro na praia, pode? Muitas pessoas acham inadmissível a convivência com os animais em locais como este e, em muitos municípios brasileiros, isso é até proibido. Isso porque as fezes e a urina do animal podem contaminar a areia, causando doenças para os humanos. Portanto, se assim mesmo você optar por levar o seu, faça apenas passeios curtos e não o deixe fazer as necessidades no local. Se, por acaso, houver um “acidente”, recolha a sujeira imediatamente. Além disso tudo, a ideia pode fazer mal ao próprio animal, já que ele também está sujeito a pegar pulgas, carrapatos e até bicho-de-pé no contato com a areia. A água do mar no pelo também pode causar alergias.

8. Atenção para o perigo
Se o cachorro estiver excessivamente ofegante, com os olhos vidrados, com a tonalidade da língua mais vermelha do que o comum e vomitando, ele pode estar dando sinais de uma exaustão por conta do calor. Leve-o para um local com sombra e dê água gelada ou até cubos de gelo para ele lamber. Compressas com toalhas frias também são boas soluções. Se os sintomas não passarem, procure um veterinário.

BICHO EM CASA



DICA DA SEMANA

Prefira produtos de higiene e limpeza sem perfume: além de poluir menos, há menos risco de alergias

maria tereza cichelli
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...