segunda-feira, agosto 09, 2010

"Não faça tempestade em um copo de água.
Siga em frente."


É, eu queria poder desenhar a minha vida, escrever meu roteiro e apagar todas as minhas mágoas

[AD]



Massa de Pizza para Micro-ondas

Massa
1 xícara(s) (chá) de leite
1 unidade(s) de ovo
1 colher(es) (café) de sal
1 colher(es) (chá) de açúcar
1 colher(es) (sopa) de margarina
1 1/2 xícara(s) (chá) de farinha de trigo
1 colher(es) (sopa) de fermento químico em pó

Massa
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Despeje a mistura em um refratário para pizza, untado
Asse por 5 minutos na potência alta. Coloque o recheio de sua preferência. Leve novamente ao micro-ondas por um 1 minuto e 30 segundos em potência alta. Sirva a seguir.

CYBER COOK



Criança ter altos e baixos

Minha filha era um bebê bem feliz: todas as manhãs ela me sufocava com abraços e beijos. Quando completou 2 anos, porém, sua personalidade mudou da água para o vinho. Eu tentava abraçá-la e ela se virava e cruzava os braços. Nada a convencia a me dar um beijinho. Aliás, minhas tentativas só a deixavam mais irritada. “O mau humor é uma marca registrada das crianças pequenas”, diz Rebecca Dingfelder professora-assistente de Psicologia Infantil no Duke University Medical Center, na Carolina do Norte (EUA). “A maioria das crianças supera essa fase entre os 3 e 4 anos, quando as habilidades de fala já melhoraram e elas conseguem se expressar com mais facilidade”. Enquanto isso não ocorre, saiba lidar com as mudanças de humor sem perder a paciência.

Barreiras de linguagem
A cena. Seu filho pede um sanduíche para o almoço. Quando você coloca o prato pronto na frente dele, ouve um “eca!”
A razão. Apesar de as crianças de 2 anos serem capazes de falar, nem sempre elas conseguem encontrar palavras para dizer exatamente o que querem. “Ele pode até ter dito ‘eu quero sanduíche', mas, na verdade, queria dizer ‘eu quero igual ao daquele restaurante’", diz o consultor da Parents Jenn Berman, autor de The A to Z Guide to Raising Happy, Confident Kids (“O guia de A a Z para criar crianças felizes e confiantes”).

Como lidar. Tente entendê-lo, dizendo: “Acho que não é bem isso o que você quer”. E, então, procure descobrir o problema. Se ele continuar se recusando a comer, não faça outro sanduíche. Em vez disso, encoraje-o a comer alguma outra coisa do prato. “Mostre que isso é o que tem para o almoço e que, se ele não quiser comer, terá de esperar pelo lanche da tarde”, diz o dr. Berman.

Necessidade de controlar
A cena. Depois de uma visita da vovó, seu filho se recusa a abraçá-la e dar tchau.
A razão. Crianças de 2 e 3 anos querem comandar a situação. “Elas tentam se tornar independentes e tomar suas próprias decisões”, explica Russell Reiff, pediatra especializado em desenvolvimento do Kaiser Permanente San Francisco Medical Center. Além disso, ele sabe que, se recusar a abraçar a vovó, vai conseguir mais atenção.

Como lidar. Primeiro, diga à vovó para não levar isso a sério – explique que você ouve a palavra “não” o tempo inteiro. Então, responda para seu pequeno: “Ok, vou agradecê-la por ter vindo”. Não entre numa queda de braço. Lembre-se: ele não está sendo malvado de verdade, está apenas testando limites. Mais tarde, converse com ele sobre a importância de ser gentil com as pessoas.

Mudando de brincadeira
A cena. Seu filho está brincando com os carrinhos e você diz para ele ir ao playground. Em vez de gostar da ideia e ficar feliz, ele começa a chorar histericamente.
A razão. Eles têm grande dificuldade em mudar de brincadeira. “Crianças de 2 e 3 anos são focadas no presente”, diz a dra. Dingfelder. “Nessa idade, eles ainda não desenvolveram as habilidades cognitivas para entender que o playground também é legal. Eles só percebem que terão de parar uma atividade de que estão gostando.”

Como lidar. Para fazer uma transição mais suave, avise seu filho que logo irão mudar de atividade. Comece a contagem regressiva aos 10 minutos. Tente dar a ele algumas escolhas também (“você gostaria de levar seu caminhão azul para o parquinho?”). Não esqueça de enfatizar o quanto ele vai se divertir no playground e que vai poder brincar em casa mais tarde.

PAIS & FILHOS



Ansiedade na juventude pode predizer doença cardíaca na meia-idade


Ansiedade e estresse nos anos de juventude indicam maior risco de doenças do coração na meia-idade, segundo dois estudos publicados no jornal da academia americana de cardiologia.

Os médicos já sabem que a ansiedade pode precipitar um infarto, mas avaliar distúrbios de ansiedade em jovens para prever doenças cardíacas futuras é um conceito novo. O distúrbio também é pouco estudado como fator independente de risco cardiovascular.

Os distúrbios de ansiedade incluem fobias, síndrome do pânico e estresse crônico.

Um dos estudos publicados acompanhou 49.321 suecos de 18 a 20 anos entre 1969 e 2006. Eles passaram por avaliação física e psiquiátrica no início do estudo, quando se alistaram para o serviço militar.

Dados de saúde dos participantes foram acompanhados por 37 anos. Mesmo após serem feitos ajustes para fatores de risco como obesidade, hipertensão e histórico familiar, a relação entre distúrbios de ansiedade e doença do coração foi mantida.

O outro trabalho avaliou 20 pesquisas sobre eventos cardíacos. Foram analisados dados de aproximadamente 250 mil pessoas. No início das pesquisa, nenhum participante tinha problema cardíaco. Foram escolhidas pesquisas em que o diagnóstico de ansiedade fazia parte da avaliação inicial.

A conclusão foi a similar a do estudo sueco: a ansiedade é um sinalizador precoce de doenças do coração e morte, independentemente dos outros fatores de risco.

FOLHA.COM



Latas de tinta nas paredes

Depois de pintar as paredes da casa, dê um novo uso à lata de tinta. A moradora desta casa em Marselha, na França, aproveitou as que sobraram para fazer prateleiras, parafusando-as à parede. As latas tiveram a alça mantida e, embora todas sejam da mesma cor, possuem tamanhos diferente


Arranjo de impacto

Vasos transparentes podem ser preenchidos com bolas natalinas. Se for arredondado, como este, prefira utilizar espécies que permitam dobrar o caule, como as calas, para valorizar o efeito visual


Aqui, a garrafa azul abriga a delicada orquídea phalaenopsis. Repare como as fitinhas de Nosso Senhor do Bonfim dão cor e alegria para a peça

CASA E JARDIM



Torta de morango light é para quem está começando a dieta

Segunda-feira é dia de regime, certo? Então drible a vontade de um docinho com essa receita
Mãos à obra?

Ingredientes:

Duas colheres de sopa de margarina sem sal light
Duas colheres de sopa de adoçante dietético em pó próprio para forno e fogão
Uma xícara de chá de farinha de trigo
Uma gema
Duas colheres de sopa de água
Uma colher de chá de fermento em pó
Uma xícara de chá de iogurte natural desnatado
Uma xícara de chá de leite desnatado
Duas colheres de sopa de adoçante em pó
Duas colheres de sopa de gelatina em pó incolor e sem sabor
Duas xícaras de chá de morango picado
12 morangos cortados em fatias
Uma xícara de chá de água
Meia xícara de chá de morango picado
Duas colheres de sopa de adoçante dietético em pó próprio para forno e fogão
Uma colher de sopa de amido de milho

Modo de preparo:

Em uma tigela, misture a margarina e o adoçante. Acrescente a farinha de trigo, a gema, a água, o fermento, misture até que fique homogêneo.

Forre a fôrma de aro removível e faça furos na massa com o auxílio de um garfo. Leve para assar no forno preaquecido (200 ºC) por cerca de 15 minutos ou até que a massa fique dourada e crocante. Deixe esfriar.

Enquanto isso, bata no liquidificador o iogurte, o leite, o adoçante, a gelatina e o morango até que fique homogêneo. Despeje sobre a massa e deixe na geladeira por 30 minutos. Em seguida, cubra com as fatias de morango. Reserve.

Em uma panela, misture a água, o morango, o adoçante e o amido no fogo médio, sem parar de mexer, até que comece a ferver. Deixe esfriar e despeje sobre a torta. Sirva gelada.

Rendimento: 8 porções
Tempo de Preparo: 60 minutos 20 minutos
Grau de Dificuldade: Moderado
Valor Calórico: 143 kcal / porção

Dica do Edu: Caso você queira fazer esta receita com açúcar, basta substituir o adoçante da massa por 4 colheres (sopa) de açúcar; o adoçante do creme por 4 colheres (sopa) de açúcar; o açúcar da calda por 5 colheres (sopa) de açúcar.

R7


maria tereza cichelli
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...