quinta-feira, julho 22, 2010

"Um dia a gente cria juízo.
Um dia. Não tem que ser agora."


Até onde o impalpável,
o inconsistente e o intocável
vai aplacar a nossa fome de amor?

Até quando serão só os sonhos,
as promessas e os planos,
a matar a nossa sede de amar?

É preciso mais...carne, musculos, corpo!
É preciso mais…sangue saliva e suor!

É urgente um instante do amor entre as mãos...
a um minuto do toque, da pele, dos pêlos…

É urgente um instante do amor entre os lábios,
a um minuto do sabor, do cheiro e de tudo o mais.

(Erikah Azzevedo)

maria tereza cichelli
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...