terça-feira, julho 13, 2010



" Tente mover o mundo - o primeiro passo será mover a si mesmo. "


"Animais são anjos disfarçados, mandados à terra por Deus para mostrar ao homem o que é fidelidade."

MEME



Posso tomar chá na gravidez?

É preciso cuidado. Alguns podem ser prejudiciais para o bebê. Entenda porque...

Com os dias mais frios, você não resiste a um chazinho? Mas, na gravidez, é preciso cuidado com tudo o que você consome. Até essa bebida simples pode, sim, ser um problema. Um estudo realizado pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC), publicado pelo American Journal of Obstetrics and Gynecology, mostrou que a época em que as grávidas norte-americanas mais são adeptas de chás e remédios à base de ervas é no primeiro trimestre da gestação. O período mais crítico da gravidez, quando o bebê está em formação.

Alguns chás, inclusive, podem ser abortivos, caso dos de canela e de cravo-da-índia. Há aqueles que contêm grande quantidade de cafeína, como o preto e o mate. “A cafeína deve ser excluída durante toda a gestação. Ela é um estimulante do sistema nervoso central, o que pode deixar a mulher agitada, com taquicardia, trazendo aceleração dos batimentos cardíacos não somente para ela, mas também para o bebê”, afirma Antonio Júlio de Sales Barbosa, obstetra e ginecologista do Hospital Santa Catarina (SP).

Segundo Regina Stikan, nutricionista do Hospital e Maternidade São Camilo (SP), a gestante deve optar pelos chás claros, mas não deve tomá-los todos os dias. "Os mais indicados são os de erva doce e erva cidreira, que têm efeito calmante", diz. Ainda assim, o obstetra alerta: “Por existirem poucos estudos sobre o efeito das plantas medicinais durante os nove meses, é preciso sempre conversar com o seu obstetra. Ele é quem vai avaliar a segurança de medicações e alimentos durante a gravidez”, afirma

CRESCER



Bacana e muito atencioso. Colocar fotos marcando os lugares na mesa! Gentilezas...


AZUL...


Decorando com fotos e bossa...

ALGUMA BOSSA



Nutricosméticos: nossa dermatologista explica o que são e quais seus benefícios

São suplementos dietéticos feitos à base de vitaminas e nutrientes, tomados via oral, que ajudam a melhorar a pele, os cabelos, unhas e até a celulite. Em geral, eles são formulados em consultório, aparecem em forma de cápsulas, e são tomados junto com as refeições.

Os mais comuns têm em suas fórmulas vitamina C, que além de ajudar no processo de rejuvenescimento por causa da função antioxidante, aumenta a imunidade da pele e a torna mais resistente à exposição aos raios solares.

Os nutricosméticos são mais indicados para suprir as necessidades de quem não tem uma dieta bem equilibrada e tem queixas específicas, como unhas fracas, cabelos em queda e sinais de envelhecimento.

Eles não têm contra-indicações, mas é importante alertar que esses suplementos não têm função cumulativa no organismo, ou seja, não adianta começar a ingerir colágeno aos 25 anos pensando na resistência da pele no longo prazo, pois se o seu corpo não estiver precisando dessa substância no momento, ele naturalmente vai expeli-la.

MARIE CLAIRE

maria tereza cichelli
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...